Links

PERSPETIVA ATUAL


Samuel Beckett durante um ensaio de “À espera de Godot”,1961. © Fotografia de Roger Pic. © DĂ©partement des Arts du Spectacle, BNF.


Samuel Beckett durante a realização de “Film”, Nova Iorque, 1964. © I.C. Rapoport.


Poema manuscrito de Samuel Beckett. © The Beckett International Foundation, Reading University Library.


Fotograma de “Film”, 1966. © Centre Pompidou, Paris, 2007. © The Estate of Samuel Beckett.


Bruce Nauman, “Slow Angle Walk (Beckett’s Walk)”, 1968. © Centre Pompidou, Paris, 2007.


Bram Van Velde, “Sem tĂ­tulo”, 1973. Fotograma de Film, 1966. © Colecção Particular.


Cláudio Parmiggiani, “Polvere”, 1998. Seda sobre acrílico sobre madeira. Colecção FRAC Bourgone. Dom do artista.

Outros artigos:

2024-05-30


CONSTANÇA BABO


2024-04-13


FÁTIMA LOPES CARDOSO


2024-03-04


PEDRO CABRAL SANTO


2024-01-27


NUNO LOURENÇO


2023-12-24


MAFALDA TEIXEIRA


2023-11-21


MARC LENOT


2023-10-16


MARC LENOT


2023-09-10


INÊS FERREIRA-NORMAN


2023-08-09


DENISE MATTAR


2023-07-05


CONSTANÇA BABO


2023-06-05


MIGUEL PINTO


2023-04-28


JOÃO BORGES DA CUNHA


2023-03-22


VERONICA CORDEIRO


2023-02-20


SALOMÉ CASTRO


2023-01-12


SARA MAGNO


2022-12-04


PAULA PINTO


2022-11-03


MARC LENOT


2022-09-30


PAULA PINTO


2022-08-31


JOÃO BORGES DA CUNHA


2022-07-31


MADALENA FOLGADO


2022-06-30


INÊS FERREIRA-NORMAN


2022-05-31


MADALENA FOLGADO


2022-04-30


JOANA MENDONÇA


2022-03-27


JEANNE MERCIER


2022-02-26


PEDRO CABRAL SANTO


2022-01-30


PEDRO CABRAL SANTO


2021-12-29


PEDRO CABRAL SANTO


2021-11-22


MANUELA HARGREAVES


2021-10-28


CARLA CARBONE


2021-09-27


PEDRO CABRAL SANTO


2021-08-11


RITA ANUAR


2021-07-04


PEDRO CABRAL SANTO E NUNO ESTEVES DA SILVA


2021-05-30


PEDRO CABRAL SANTO E NUNO ESTEVES DA SILVA


2021-04-28


CONSTANÇA BABO


2021-03-17


VICTOR PINTO DA FONSECA


2021-02-08


MARC LENOT


2021-01-01


MANUELA HARGREAVES


2020-12-01


CARLA CARBONE


2020-10-21


BRUNO MARQUES


2020-09-16


FÁTIMA LOPES CARDOSO


2020-08-14


PEDRO CABRAL SANTO E NUNO ESTEVES DA SILVA


2020-07-21


PEDRO CABRAL SANTO E NUNO ESTEVES DA SILVA


2020-06-25


PEDRO CABRAL SANTO E NUNO ESTEVES DA SILVA


2020-06-09


PEDRO CABRAL SANTO E NUNO ESTEVES DA SILVA


2020-05-21


MANUELA HARGREAVES


2020-05-01


MANUELA HARGREAVES


2020-04-04


SUSANA GRAÇA E CARLOS PIMENTA


2020-03-02


PEDRO PORTUGAL


2020-01-21


NUNO LOURENÇO


2019-12-11


VICTOR PINTO DA FONSECA


2019-11-09


SÉRGIO PARREIRA


2019-10-09


LUÍS RAPOSO


2019-09-03


SÉRGIO PARREIRA


2019-07-30


JULIA FLAMINGO


2019-06-22


INÊS FERREIRA-NORMAN


2019-05-09


INÊS M. FERREIRA-NORMAN


2019-04-03


DONNY CORREIA


2019-02-15


JOANA CONSIGLIERI


2018-12-22


LAURA CASTRO


2018-11-22


NICOLÁS NARVÁEZ ALQUINTA


2018-10-13


MIRIAN TAVARES


2018-09-11


JULIA FLAMINGO


2018-07-25


RUI MATOSO


2018-06-25


MARIA DE FÁTIMA LAMBERT


2018-05-25


MARIA VLACHOU


2018-04-18


BRUNO CARACOL


2018-03-08


VICTOR PINTO DA FONSECA


2018-01-26


ANA BALONA DE OLIVEIRA


2017-12-18


CONSTANÇA BABO


2017-11-12


HELENA OSÓRIO


2017-10-09


PAULA PINTO


2017-09-05


PAULA PINTO


2017-07-26


NATÁLIA VILARINHO


2017-07-17


ANA RITO


2017-07-11


PEDRO POUSADA


2017-06-30


PEDRO POUSADA


2017-05-31


CONSTANÇA BABO


2017-04-26


MARC LENOT


2017-03-28


ALEXANDRA BALONA


2017-02-10


CONSTANÇA BABO


2017-01-06


CONSTANÇA BABO


2016-12-13


CONSTANÇA BABO


2016-11-08


ADRIANO MIXINGE


2016-10-20


ALBERTO MORENO


2016-10-07


ALBERTO MORENO


2016-08-29


NATÁLIA VILARINHO


2016-06-28


VICTOR PINTO DA FONSECA


2016-05-25


DIOGO DA CRUZ


2016-04-16


NAMALIMBA COELHO


2016-03-17


FILIPE AFONSO


2016-02-15


ANA BARROSO


2016-01-08


TAL R EM CONVERSA COM FABRICE HERGOTT


2015-11-28


MARTA RODRIGUES


2015-10-17


ANA BARROSO


2015-09-17


ALBERTO MORENO


2015-07-21


JOANA BRAGA, JOANA PESTANA E INÊS VEIGA


2015-06-20


PATRÍCIA PRIOR


2015-05-19


JOÃO CARLOS DE ALMEIDA E SILVA


2015-04-13


NatĂĄlia Vilarinho


2015-03-17


Liz Vahia


2015-02-09


Lara Torres


2015-01-07


JOSÉ RAPOSO


2014-12-09


Sara Castelo Branco


2014-11-11


NatĂĄlia Vilarinho


2014-10-07


Clara Gomes


2014-08-21


Paula Pinto


2014-07-15


Juliana de Moraes Monteiro


2014-06-13


Catarina Cabral


2014-05-14


Alexandra Balona


2014-04-17


Ana Barroso


2014-03-18


Filipa Coimbra


2014-01-30


JOSÉ MANUEL BÁRTOLO


2013-12-09


SOFIA NUNES


2013-10-18


ISADORA H. PITELLA


2013-09-24


SANDRA VIEIRA JÜRGENS


2013-08-12


ISADORA H. PITELLA


2013-06-27


SOFIA NUNES


2013-06-04


MARIA JOÃO GUERREIRO


2013-05-13


ROSANA SANCIN


2013-04-02


MILENA FÉRNANDEZ


2013-03-12


FERNANDO BRUNO


2013-02-09


ARTECAPITAL


2013-01-02


ZARA SOARES


2012-12-10


ISABEL NOGUEIRA


2012-11-05


ANA SENA


2012-10-08


ZARA SOARES


2012-09-21


ZARA SOARES


2012-09-10


JOÃO LAIA


2012-08-31


ARTECAPITAL


2012-08-24


ARTECAPITAL


2012-08-06


JOÃO LAIA


2012-07-16


ROSANA SANCIN


2012-06-25


VIRGINIA TORRENTE


2012-06-14


A ART BASEL


2012-06-05


dOCUMENTA (13)


2012-04-26


PATRÍCIA ROSAS


2012-03-18


SABRINA MOURA


2012-02-02


ROSANA SANCIN


2012-01-02


PATRÍCIA TRINDADE


2011-11-02


PATRÍCIA ROSAS


2011-10-18


MARIA BEATRIZ MARQUILHAS


2011-09-23


MARIA BEATRIZ MARQUILHAS


2011-07-28


PATRÍCIA ROSAS


2011-06-21


SÍLVIA GUERRA


2011-05-02


CARLOS ALCOBIA


2011-04-13


SÓNIA BORGES


2011-03-21


ARTECAPITAL


2011-03-16


ARTECAPITAL


2011-02-18


MANUEL BORJA-VILLEL


2011-02-01


ARTECAPITAL


2011-01-12


ATLAS - COMO LEVAR O MUNDO ÀS COSTAS?


2010-12-21


BRUNO LEITÃO


2010-11-29


SÍLVIA GUERRA


2010-10-26


SÍLVIA GUERRA


2010-09-30


ANDRÉ NOGUEIRA


2010-09-22


EL CULTURAL


2010-07-28


ROSANA SANCIN


2010-06-20


ART 41 BASEL


2010-05-11


ROSANA SANCIN


2010-04-15


FABIO CYPRIANO - Folha de S.Paulo


2010-03-19


ALEXANDRA BELEZA MOREIRA


2010-03-01


ANTÓNIO PINTO RIBEIRO


2010-02-17


ANTÓNIO PINTO RIBEIRO


2010-01-26


SUSANA MOUZINHO


2009-12-16


ROSANA SANCIN


2009-11-10


PEDRO NEVES MARQUES


2009-10-20


SÍLVIA GUERRA


2009-10-05


PEDRO NEVES MARQUES


2009-09-21


MARTA MESTRE


2009-09-13


LUÍSA SANTOS


2009-08-22


TERESA CASTRO


2009-07-24


PEDRO DOS REIS


2009-06-15


SÍLVIA GUERRA


2009-06-11


SANDRA LOURENÇO


2009-06-10


SÍLVIA GUERRA


2009-05-28


LUÍSA SANTOS


2009-05-04


SÍLVIA GUERRA


2009-04-13


JOSÉ MANUEL BÁRTOLO


2009-03-23


PEDRO DOS REIS


2009-03-03


EMANUEL CAMEIRA


2009-02-13


SÍLVIA GUERRA


2009-01-26


ANA CARDOSO


2009-01-13


ISABEL NOGUEIRA


2008-12-16


MARTA LANÇA


2008-11-25


SÍLVIA GUERRA


2008-11-08


PEDRO DOS REIS


2008-11-01


ANA CARDOSO


2008-10-27


SÍLVIA GUERRA


2008-10-18


SÍLVIA GUERRA


2008-09-30


ARTECAPITAL


2008-09-15


ARTECAPITAL


2008-08-31


ARTECAPITAL


2008-08-11


INÊS MOREIRA


2008-07-25


ANA CARDOSO


2008-07-07


SANDRA LOURENÇO


2008-06-25


IVO MESQUITA


2008-06-09


SÍLVIA GUERRA


2008-06-05


SÍLVIA GUERRA


2008-05-14


FILIPA RAMOS


2008-05-04


PEDRO DOS REIS


2008-04-09


ANA CARDOSO


2008-04-03


ANA CARDOSO


2008-03-12


NUNO LOURENÇO


2008-02-25


ANA CARDOSO


2008-02-12


MIGUEL CAISSOTTI


2008-02-04


DANIELA LABRA


2008-01-07


SÍLVIA GUERRA


2007-12-17


ANA CARDOSO


2007-12-02


NUNO LOURENÇO


2007-11-18


ANA CARDOSO


2007-11-17


SÍLVIA GUERRA


2007-11-14


LÍGIA AFONSO


2007-11-08


SÍLVIA GUERRA


2007-11-02


AIDA CASTRO


2007-10-25


SÍLVIA GUERRA


2007-10-20


SÍLVIA GUERRA


2007-10-01


TERESA CASTRO


2007-09-20


LÍGIA AFONSO


2007-08-30


JOANA BÉRTHOLO


2007-08-21


LÍGIA AFONSO


2007-08-06


CRISTINA CAMPOS


2007-07-15


JOANA LUCAS


2007-07-02


ANTÓNIO PRETO


2007-06-21


ANA CARDOSO


2007-06-06


ALICE GEIRINHAS / ISABEL RIBEIRO


2007-05-22


ANA CARDOSO


2007-05-12


AIDA CASTRO


2007-04-24


SÍLVIA GUERRA


2007-04-13


ANA CARDOSO


2007-03-26


INÊS MOREIRA


2007-03-07


ANA CARDOSO


2007-03-01


FILIPA RAMOS


2007-02-21


SANDRA VIEIRA JURGENS


2007-01-28


TERESA CASTRO


2007-01-16


SÍLVIA GUERRA


2006-12-15


CRISTINA CAMPOS


2006-12-07


ANA CARDOSO


2006-12-04


SÍLVIA GUERRA


2006-11-28


SÍLVIA GUERRA


2006-11-13


ARTECAPITAL


2006-11-07


ANA CARDOSO


2006-10-30


SÍLVIA GUERRA


2006-10-29


SÍLVIA GUERRA


2006-10-27


SÍLVIA GUERRA


2006-10-11


ANA CARDOSO


2006-09-25


TERESA CASTRO


2006-09-03


ANTÓNIO PRETO


2006-08-17


JOSÉ BÁRTOLO


2006-07-24


ANTÓNIO PRETO


2006-07-06


MIGUEL CAISSOTTI


2006-06-14


ALICE GEIRINHAS


2006-06-07


JOSÉ ROSEIRA


2006-05-24


INÊS MOREIRA


2006-05-10


AIDA E. DE CASTRO


2006-04-05


SANDRA VIEIRA JURGENS



SAMUEL BECKETT



TERESA CASTRO

2007-06-12




Ever tried? Ever failed? No matter. Try Again. Fail again. Fail better..
Samuel Beckett, Worstward Ho!


Quanto jĂĄ se disse sobre Samuel Beckett? As suas palavras deixaram uma marca indelĂ©vel na memĂłria do mundo e o seu rosto aquilino confunde-se com o rosto do sĂ©culo XX. As comemoraçÔes do seu centenĂĄrio, organizadas pelo governo irlandĂȘs no ano passado, incluiram uma mirĂ­ade de acontecimentos, entre as quais diversas exposiçÔes na Irlanda e no estrangeiro. Um ano depois, e na sequĂȘncia do enorme sucesso das mostras sobre Roland Barthes (2002-2003) e Jean Cocteau (2003-2004), foi a vez do Departamento de Desenvolvimento Cultural do Centre Pompidou lhe dedicar uma grande e excelente exposição.

"Samuel Beckett" venceu todos os desafios. Um geral, o de saber como expor, num espaço museolĂłgico vocacionado para atrair as multidĂ”es, o trabalho de um escritor. E outro particular, o de saber expor, sobretudo, o trabalho singular e difĂ­cil de um autor como Beckett. Reunindo nĂŁo sĂł documentos pessoais – entre os quais os maravilhosos cadernos manuscritos do poeta-dramaturgo -, mas tambĂ©m documentos audiovisuais e peças de diferentes artistas que de uma forma ou outra fazem alusĂŁo ao universo “beckettiano”, a proposta inteligente e cuidada do Centre Pompidou revelou-se fiel tanto ao homem como Ă  obra.

Como em “À espera de Godot”, o percurso em oito etapas claramente lexicais da exposição começou com a “Voz” (“Voix”). Uma voz que lĂȘ, em francĂȘs e em inglĂȘs (evocando assim o bilinguismo de Beckett), poemas e textos breves do escritor. As palavras constituĂ­ram a matĂ©ria-prima da exposição e, ao fundo do corredor inaugural, a boca de “Not I” (“peça em um acto para uma boca”) deu um corpo fragmentado ao texto torrencial do autor. Seguiam-se os “VestĂ­gios” (“Restes”). A par de uma sĂ©rie de manuscritos de Beckett, diversas obras de artistas contemporĂąneos (entre os quais Pierre Alechinsky, Jasper Johns, Mona Hatoum, Paul McCarthy, Brunce Nauman Giuseppe Penone, etc.) constituĂ­ram o eco visual da torrente de palavras “beckettiana”. Por seu lado, “Cenas” (“ScĂ©nes”) era um espaço inteiramente dedicado Ă  produção dramatĂșrgica do autor. Reunindo fotografias de palco e adereços cenogrĂĄficos, bem como registos audiovisuais de algumas encenaçÔes famosas de peças de Beckett (em francĂȘs, inglĂȘs e alemĂŁo), a sala formou um verdadeiro arquivo, prolongado e complementado pela versĂŁo autobiogrĂĄfica da secção “Coisa” (“Truc”) (1). Ilustrada por fotografias e outros documentos pessoais, “Coisa” apresentou ainda uma das vĂĄrias obras especialmente criadas para a exposição, um documentĂĄrio que reĂșne testemunhos de escritores, artistas e leitores de Beckett sobre o autor.

“Olho” (“Oeil”) concentra-se em torno do Ășnico filme escrito por Samuel Beckett: “Film”. Realizado em 1964 por Alain Schneider, sob a supervisĂŁo estreita de Beckett, a curta-metragem muda “Film” (30 minutos) tem como protagonista um Buster Keaton envelhecido, cujo personagem fantasmagĂłrico procura subtrair-se a todos os olhares. O argumento de Beckett explora uma das teses principais do filĂłsofo irlandĂȘs George Berkeley (1685-1753), o “esse est percipi” (“ser Ă© ser percepcionado”). Ainda nesta secção, enriquecida por diversos excertos de filmes, uma obra do canadiano Stan Douglas, “VĂ­deo” (2006-2007), realizada na periferia de Paris, revisitou o universo de “Film” e associa-o a esse outro mundo delirante que Ă© o do “Processo” de Orson Welles. JĂĄ a secção “Cubo” (“Cube”) apresentou em projecção “Quad”, uma das vĂĄrias obras de Beckett concebidas para a televisĂŁo nos anos oitenta. O espaço esteve dedicado ao aspecto formal das obras do autor, nomeadamente a sua geometrização do espaço, seja ele grĂĄfico ou audiovisual. O confronto com as peças minimalistas de Sol LeWitt, Richard Serra ou mesmo Bruce Nauman veio lançar uma luz inesperada sobre este aspecto da obra de Beckett.

Finalmente, a secção “Bram” explorou os textos de Beckett sobre o pintor holandĂȘs Bram van Velde. “Escuro” (“Noir”) encerrou, com a penumbra e na penumbra, o percurso da exposição. Algumas clareiras de luz (e de som) convidavam o visitante a sentar-se e a escutar o murmurar hipnĂłtico de alguns dos textos mais tardios do escritor: “Mal vu mal dit , “Worstward Ho", "Pour en finir encore", etc. E como se nĂŁo bastasse, para concluir em beleza a exploração de uma vida e de uma obra singulares, e graças a um arquivo sonoro raro e inĂ©dito em França, a voz do prĂłprio Samuel Beckett lia-nos “Lessness”: “Figment dawn dispeller of figments and the other called dusk”...


Teresa Castro


NOTAS
(1) A secção faz alusĂŁo a um comentĂĄrio de Beckett : «Ce truc qu’on appele ma vie » (« Essa coisa a que se chama a minha vida »).