Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

PARÓDIA CEGA


Emma Moro, Francisco Menezes, Léna Lewis-King e Vasco Barata
Museu Bordalo Pinheiro, Lisboa

Coco Chanel, além da moda


Gabrielle Chanel
Centro Cultural de Cascais, Cascais

Teínas, Ossos e Outras Iguarias desenhos


Sandra Macieira
Tinta nos Nervos, Lisboa

REVOLUÇÕES (1960-1975)


Júlio Pomar
Atelier-Museu Júlio Pomar, Lisboa

Casa Vale Ferreira


João Pedro Vale e Nuno Alexandre Ferreira
Casa de Serralves, Porto

os dias estão numerados


Daniel Blaufuks
MAAT, Lisboa

Kubik Comporta Coletiva


COLECTIVA
Kubikgallery, Porto

The touching of the wound


COLECTIVA
DUPLACENA 77, Lisboa

Portugal Ano Zero: livros de fotografia da revolução


COLECTIVA
Centro de Arte Oliva, S. João da Madeira

ÀS ESCURAS


Rosa Carvalho
Museu Arpad Szenes - Vieira da Silva, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de exposições é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando as mostras. Envie-nos informação (Press-Release e imagem) das próximas inaugurações. Seleccionamos três exposições periodicamente, divulgando-as junto dos nossos leitores.

 


JOãO PEDRO VALE E NUNO ALEXANDRE FERREIRA

Casa Vale Ferreira




CASA DE SERRALVES
R. Dom João de Castro 210
4150-417 PORTO

11 JUL - 17 NOV 2024


INAUGURAÇÃO: 10 de Julho às 19h00 na Casa de Serralves, Porto

Curadoria: Inês Grosso



:::


O Museu de Serralves apresenta a primeira exposição antológica dos artistas portugueses João Pedro Vale + Nuno Alexandre Ferreira, a qual terá lugar na Casa de Serralves. A exposição reunirá uma ampla seleção de obras dos autores, algumas inéditas e especialmente concebidas para esta ocasião.

A escolha da Casa de Serralves, um dos mais importantes exemplos de Art Déco do país, como local para a exposição é bastante significativa. A icónica casa cor-de-rosa, com os seus materiais luxuosos e opulentos, servirá como palco e cenário para encontros inesperados propostos pelos artistas. Desde a cozinha até às salas de estar e jantar, passando pelas escadarias e casas de banho, os artistas irão ocupar praticamente todos os compartimentos da antiga residência privada, transportando o visitante para a história e a memória deste lugar.

Os artistas, têm vindo a trabalhar uma série de temas, onde se destacam a relação entre folclore e identidade nacional, o fascismo e a cultura no antigo regime, os negacionismos e as políticas de memória, violência e silenciamento perpetuados pelas ditaduras, mas também, e de forma continuada e relevante, o impacto do HIV/SIDA e o estigma e preconceito em relação à comunidade LGBTQIA+. Esses temas complementam e dialogam com a história recente do país e com a programação do segundo semestre de 2024, que inclui as Comemorações dos 50 anos do 25 de Abril. Casa Vale Ferreira proporcionará um contexto único para uma reflexão e releitura da obra dos artistas, a qual se tem reinventado e renovado ao longo de mais de vinte anos.

A exposição foi organizada e produzida pela Fundação de Serralves, tem curadoria de Inês Grosso, curadora chefe do Museu.