Links

NOTÍCIAS


ARQUIVO:

 


LEONARDO ERA VEGETARIANO ANTES DE SER MODA?

2024-06-14




Se a sua lista de convidados do jantar de sonhos inclui Leonardo da Vinci, esteja preparado para que ele o intimide sobre os seus hábitos alimentares. Acontece que o artista-engenheiro-inventor pode muito bem ter sido vegetariano e tinha opiniões definidas sobre como os animais deveriam ser tratados.

Embora não haja evidências conclusivas de que ele renunciou ao consumo de carne, há muitos indícios de que o fez: relatos de pratos exclusivamente vegetarianos que comeu, observações de contemporâneos que indicam que ele não comia animais e palavras dele mesmo sobre como os humanos deveriam tratar os animais.

Algumas das evidências são de segunda mão, mas impressionantes. Ao viajar para a Índia em 1551, o geógrafo veneziano Giovanni Battista Ramusio escreveu sobre as pessoas que lá viu: “Eles não comem nada que tenha sangue, nem permitem que outros o façam, nem permitem que alguém maltrate outra criatura viva, assim como o nosso Leonardo da Vinci. Eles vivem de arroz, leite e outros alimentos. Nada morto.”

A evidência mais comovente, porém, vem diretamente dos escritos do próprio artista. “Se você é, como afirmou, o rei dos animais”, escreveu Leonardo, “por que não ajudar os outros animais, em vez de matar os seus filhos para alimentar a sua gula?”

Ele também opinou que comer animais era simplesmente desnecessário, perguntando: “A natureza não produz alimentos simples suficientes para satisfazê-lo?” Temos até listas de compras escritas pelo artista na sua distinta caligrafia invertida, sem incluir carne.

A People for the Ethical Treatment of Animals (PETA) aderiu ao possível vegetarianismo de Leonardo por ocasião do 500º aniversário da sua morte em 2019, com a sua campanha com o nome “Leonardo da Veggie: Eat Like a Genius”. O vice-presidente sénior da PETA, Dan Mathews, argumentou que “Leonardo da Vinci expressou ideais veganos centenas de anos antes da palavra ‘vegano’ ser cunhada”.


Fonte: Artnet News